O Advento na ótica de João 3.16

Image for post
Image for post

O cosmo

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais
Tu vens, tu vens, eu já escuto os teus sinais
(Anunciação, Alceu Valença)

Ele veio. O versículo com que inicio essa mensagem é, de longe, um dos mais conhecidos dos cristãos brasileiros. A mera menção à sua referência bíblica já aciona memórias afetivas, boas e ruins, em cada um de nós. João 3.16. na Nova Versão Transformadora.

Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

O evangelho de João é o mais recente dos quatro que a tradição nos legou, escrito por volta de 80 d.C. Sendo o mais distante temporalmente do ministério de Jesus, é uma obra mais focada na fundamentação teológica e na apresentação do evangelho como a manifestação do amor sem medida de Deus pela criação. Ele não se concentra nos milagres, parábolas e discursos públicos, mas enfatiza que Jesus é o Filho de Deus e nos mostra como reagir diante dos ensinos do mestre. Logo de cara, o autor afirma que “a Palavra se tornou ser humano, carne e osso, e habitou entre nós”. Ninguém vai morar com quem não ama. Você quer morar com quem ama, onde você é bem quisto e quer bem. Deus escolheu morar com a criação, se fez gente, e veio habitar conosco. O natal é mais que a história de um nascimento, é a história de uma morada, de uma habitação, por isso que, para viver a alegria do natal, precisamos viver a expectativa do advento. Havia espera, ansiosa espera, pela vinda do messias. Hoje, dois mil anos depois, também há expectativa e uma ansiosa espera, pela concretização do Reino. Ele já está entre nós, já habita conosco, agora precisamos proclamar que ele virá para pôr um fim à desordem de nossos mundos.

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais
Tu vens, tu vens, eu já escuto os teus sinais

O que você tem ouvido nestes dias de advento? Quais os sinais que estão despertando seus sentidos? Para onde você tem olhado mais nesta época do ano? Abra seu ouvido e sua mente, pois Deus nos ama de uma forma intensa a ponto de romper com a eternidade e se fazer gente, dando seu filho para habitar entre nós.

O único

Tenho acompanhado de perto um movimento de resgate litúrgico que vem ocorrendo pelas mãos de jovens espalhados em todo Brasil e que tem reacendido a chama do advento neste período do ano. Já compartilhei com vocês que já vi igreja antecipar o Natal pois na data reservada para ele os membros não estariam presentes. Mas hoje compartilho a alegria de ver jovens pastores, líderes e membros de comunidades compartilhando a renovação da liturgia reformada, com a inserção do advento com suas leituras, cânticos e símbolos no dia a dia da comunidade, tornando a experiência litúrgica da comunidade um meio de benção e graça para todos.

O eterno

Na primeira parte fiz menção ao fato de que Deus ama todo o cosmo, não importa onde nem quando. Por conta de nossa temporalidade, nascemos, crescemos e morremos, não nos damos conta do que é a eternidade. Ela não é mensurável, ela não tem início, nem tem fim, eterno é a característica do que não é temporal. Aguardamos o eterno, mas já o vivemos hoje. Vivemos uma esperança contínua e viva: a de que nossos corpos ressuscitarão e com Jesus viveremos a eternidade. O eterno é nossa esperança, mas não é um evento futuro, pois, sendo eterno, já vivemos a eternidade hoje.

Written by

💻 Escritor | ✝️ Pastor | 🖥️ Design | Mais informações: https://cafecomalecrim.com.br

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store