Cuidado espiritual — preventivo e curativo

Um pastor ou uma pastora precisa focar seu ministério de modo a criar espaços onde possa cuidar de sua saúde espiritual. Em sua teia de relacionamentos, o pastor ou pastora, precisa avaliar como está seu relacionamento em sete áreas fundamentais.

Primeiro é preciso avaliar como está sua vida de devoção e oração com Jesus Cristo. Uma vida de devoção saudável dá a estrutura para um ministério alicerçado no testemunho.

É preciso avaliar, também, como está a sua relação consigo mesmo. Se há conflitos e dúvidas que precisam ser trabalhados. Se há problemas de saúde que precisam ser tratados. Se há espaço para descanso e repouso.

O relacionamento familiar também precisa ser avaliado. Se há tempo para o cônjuge, para os filhos, para a família toda. Um tempo que não o de devoção, um tempo de lazer e diversão, conversas sinceras e desenvolvimento de laços afetivos.

As amizades são partes importantes no cuidado espiritual do pastor e da pastora. Amigo é aquele que te trata como gente independente de você ser pastor ou pastora. É o momento de compartilhamento da vida, independente do dia a dia religioso.

Por fim, três níveis de relação precisam ser avaliados: a relação com sua equipe de trabalho na igreja; o grupo pastoral a que você pertence, no nosso caso presbiteriano, o presbitério; e a sua relação com seu mentor ou líder pastoral, aquele pastor ou pastora a quem você recorre e chama de seu pastor ou sua pastora.

Avaliando estes níveis de relacionamentos, precisamos também nos dispor a crescer espiritualmente, nos relacionando com Deus de maneira sincera e motivadora. Conhecendo a vontade de Deus, sua justiça e amor, sendo moldado por ele para o ministério pastoral.

Cuidar da saúde espiritual é um exercício diário e de fundamental importância para o pastor ou pastora. Mantendo a saúde espiritual, podemos avaliar e manter a nossa saúde por completa, mantendo o equilíbrio recomendado pelo apóstolo São Paulo a Timóteo: Conserve a sua fé e mantenha a sua consciência limpa. (1 Timóteo 1.19a)

Que Deus nos abençoe.
Este artigo é uma reação e reflexão ao seminário de mesmo nome apresentado pelo Pr. David Kornfield* no 36º Encontro de Pastores e Líderes da SEPAL, em Águas de Lindóia,SP, dia 5 de maio de 2009. *Pastor David Kornfield: Missionário SEPAL, mestre em Educação e em Antropologia e doutorado em Educação Comparativa

Written by

💻 Escritor | ✝️ Pastor | 🖥️ Design | Mais informações: https://cafecomalecrim.com.br

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store