Eis que eu estou contra ti, diz o Senhor dos Exércitos; queimarei na fumaça os teus carros, a espada devorará os teus leõezinhos, arrancarei da terra a tua presa, e já não se ouvirá a voz dos teus embaixadores. (Naum 2.13)

Image for post
Image for post
Photo by Ben White on Unsplash

O livro do Profeta Naum deveria ser mais lido pela liderança cristã. Nele temos a clara dimensão de que a história não “acontece do nada”, mas é determinada por Deus. Neste mover de Deus, ele ensina e disciplina o seu povo. É cíclico, na história de Israel, a questão do distanciamento do povo de Deus e as consequências disto. O povo se distancia, sofre por seu pecado, aprende, se arrepende e volta-se novamente para Deus.

Os métodos de Deus exercer sua disciplina são muitos. Isto nos revela que nenhum pecado é mais aceitável que o outro, ou seja, ele exerce a disciplina conforme a necessidade e o meio pelo qual ele deseja nos corrigir. Ele não busca nos humilhar por humilhar. Quando nos humilha, o faz afim de nos ensinar quem somos e quem é o Senhor na relação. Ele é soberano e sabe a melhor maneira de corrigir.

Como líderes de uma comunidade cristã, temos que ter a certeza de que erramos e, ao errarmos, seremos alvos da disciplina de Deus. A Igreja não é perfeita, tampouco sua liderança. Líderes erram, e uma das maneiras de vivermos nossa vocação é assumindo nossos erros diante de Deus e também diante de nossa comunidade. Sejamos humildes e peçamos a Deus sabedoria e misericórdia para aceitar e aprender com sua disciplina.

Que Deus nos abençoe

Written by

💻 Escritor | ✝️ Pastor | 🖥️ Design | Mais informações: https://cafecomalecrim.com.br

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store